História
A Quinta do Vale da Cerdeira, situada em pleno Douro Superior foi adquirida pela família Montês em 1988.
 
 
Com ela, adquiriu também, existente na propriedade, uma capela em honra da Nossa Senhora da Conceição, riqueza incontornável da propriedade Vale da Cerdeira, situada no cimo de um monte e facilmente identificável para quem passa em redor.
Para além das casas de campo, a maior parte dos seus 40 hectares era mato, possuindo algum amendoal, um olival antigo, que ainda hoje existe e um pouco de vinha; basicamente os antigos proprietários
mantinham a propriedade sob a forma de arrendamento pastorício e alguma agricultura de subsistência.
Após a sua aquisição começaram as transformações de fundo. Situada num vale com encostas acentuadas, numa altitude de 200 metros na sua quota mais baixa, atingindo os 350 metros na parte superior, tem um microclima ímpar para várias culturas, nomeadamente a vinha, por ser também zona pertencente à mais antiga região demarcada do mundo, e tem também excelentes qualidades no azeite produzido.
O investimento no olival acentuou-se no início da década, ocupando actualmente uma área de cerca de 15 hectares conjugado com o olival antigo já existente, totalmente em modo de produção biológico.
A opção foi preferencialmente garantir qualidade em detrimento da quantidade, com o objectivo de hoje iniciarmos a produção e distribuição deste azeite proveniente de um local excelente para a sua produção, transformado num lagar de azeite Biológico certificado em linha de produção a frio, não atingindo temperaturas superiores a 25ºcentigrados, de modo a conservar todas as propriedades e aromas desta tão excelente riqueza alimentar.
A opção foi preferencialmente garantir qualidade em detrimento da quantidade